Boletim Educativo N Nro. 109

Edição 2019
Boletim Educativo N Nro. 109

Estimados colegas e leitores:

Bem-vindos a um novo Boletim ProEducar, que nesta oportunidade está dedicado ao manejo de pacientes com infarto agudo do miocárdio com elevação do segmento ST (IAMcST).

Escolhemos para o artigo de revisão um tema que é motivo de discussão e controvérsia, no qual o Dr. Alberto Barría analisa a evidência atual acerca de devermos revascularizar todos os vasos ou somente o vaso culpado em pacientes com IAMcST e doença de múltiplos vasos.

Como todos sabem, o tratamento do infarto é tempo-dependente e para que se possa cumprir com os tempos recomendados pelos guias clínicos é necessário organizar redes adaptadas à realidade de cada cidade, região e país. Mas, além disso, é importante que cada centro com capacidade para realizar angioplastia primária se organize portas adentro para cumprir com ditos tempos. É por isso que o Dr. Gerardo Nau, no passo a passo, nos explica de maneira simples e prática como organizar um programa porta-balão.

O Dr. Marcelo Abud compartilha conosco um caso clínico centrado na logística do tratamento dos pacientes com IAMcST e demonstra-nos como a correta organização do centro permite que esses pacientes sejam revascularizados rapidamente.

Por sabermos que existe uma grande diversidade entre e dentro dos países da América Latina, na seção de Entrevista com Especialistas, convocamos nesta oportunidade referentes no tratamento do IAMcST na América Latina e pedimos a todos eles que nos contem qual é a realidade do tratamento do IAMcST em seus países. Contamos então com a participação dos Drs. Jorge Belardi, da Argentina, Antônio Carlos C. Carvalho, do Brasil, Gabriel Maluenda, do Chile, Alfredo Estrada, do México, Carlos Benitez, do Paraguai, Rolando Cuevas, da República Dominicana e Jorge Mayol, do Uruguai.

Finalmente, acredito que é hora de os países da América Latina fazerem foco em melhorar o atendimento de nossos pacientes com IAMcST e o melhor é aprender daqueles que mais experiência têm. Muitos conhecem a iniciativa Stent for Life, agora chamada Stent-Save a Life (SSL), que transformou o tratamento dos pacientes com IAMcST na Europa por meio da facilitação da criação de programas para gerar redes em regiões com necessidades não satisfeitas. Para fechar o Boletim, contamos com as palavras do Dr. Christoph Naber, Chairman da Iniciativa SSL, que partilhará conosco as mudanças na Iniciativa e por que estão fazendo foco na América Latina no contexto de uma iniciativa mais global.

Espero que desfrutem este Boletim e que o mesmo sirva, por um lado, como disparador para analisar como cada um de nós está tratando os pacientes com IAMcST em seus centros e, ao mesmo tempo, que inspire a participar de programas que tenham como objetivo melhorar o tratamento dos pacientes com infarto na América Latina.

Desejo-lhes uma boa leitura.

Dra. Alfonsina Candiello.

Serviço de Cardiologia Intervencionista e Terapêuticas Endovasculares – ICBA.

Project Manager da Iniciativa SSL Argentina.

Nesta edição

Paso a Paso

Como organizar um Programa Porta-Balão.

Dr. Gerardo Nau
*
*
*